segunda-feira, 25 de março de 2013

1° dia do Jejum de Daniel: Sete Espíritos

                          
Deus compreende  perfeitamente perfeitamente o problema de cada um. Daí o derramamento do Seu Espírito que O buscam.
Os Sete Espíritos mencionados no livro de Isaías, não significam sete Espíritos Santos, mas as atribuições que identificam o poder do espírito de Deus. Nada lhe falta e nada pode ser acrescentado. Ele é absolutamente perfeito.

Na profecia: “Repousará sobre Ele o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria  e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito  de conhecimento e de temor do Senhor “. (Isaias 11.2), cada virtude totaliza a plenitude do Espírito santo que repousaria no corpo físico de Jesus, para que Ele reunisse todas as condições necessárias para suportar as investidas durante a Sua missão terrena.
Esta plenitude em Jesus é exatamente a mesma que o Espírito Santo continua proporcionando aos Seus Filhos. Isso significa dizer que não há sequer um problema  humano que esteja fora do alcance das sete virtudes do espírito Santo.

No Senhor há solução para todos os problemas na face da Terra. Inclusive para o seu!
É verdade que ainda não chegamos “... á unidade da fé e do pleno conhecimento do filho de Deus, (...) para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro” ( Efésios 4.13,14). Mas isto não significa dizer a plenitude do senhor Jesus já não esteja em nós.
Por isso, os filhos de Deus precisam amadurecer na fé.

A plenitude do espírito está nos seus filhos e servos, mas nem todos estão aptos para, sequer, compreender tamanha grandeza devido á sua infantilidade espiritual. Ensinar isto aos filhos da carne é como lançar pérolas aos porcos.
Da mesma forma como a plenitude do Espírito Santo habitou em Jesus, também acontece com os nascidos e selados  de Deus. Por conta disso, toda e qualquer oferta de sacrifício que o ser humano fizer para receber o Espírito de Deus é desprezível diante da Oferta devolvida por Deus. É o tudo de deus pelo desprezível nosso. Quem pode entender este mistério glorioso?

Quando isso acontecer, então se cumprirá a palavra:
“... Ainda sucederá que virão povos e habitantes de muitas cidades; e os habitantes de uma cidade irão á outra, dizendo:

Vamos depressa suplicar o favos do Senhor e buscar ao senhor dos Exércitos; eu também irei (...) Assim diz o senhor dos Exércitos: Naquele dia, sucederá que pegarão dez homens, de todas a línguas das nações, pegarão, sim, na orla da veste de um Judeu e lhe dirão: Iremos convosco, porque temos ouvido que deus está convosco” (Zacarias 8.20-23)

Fonte:  livro Jejum de Daniel, Bp Macedo



Nenhum comentário:

Postar um comentário