domingo, 10 de março de 2013

A REVOLTA QUE ESTÁ DENTRO DE NÓS

Para muitos viver em revolta é estar junto com várias pessoas que compartilham o mesmo grito em seu peito, no calor da emoção querem mostrar sua indignação através de socos nas mãos, bate pé ou coisa do tipo. Mas na verdade a atitude é uma indignação que não procura ver o tamanho do problema.

Elias provou isso no monte Carmelo com os profetas de Baal, apesar da situação não ser em nada favorável, ele creu que através de sua revolta aliada com a atitude o verdadeiro Deus iria se manifestar naquele momento.

Aqueles profetas clamaram, se flagelaram, imploraram e não houve resposta de Baal, isso demostra claramente que a revolta não deve estar apenas em gritos vazios, mas atitudes conscientes de fé. Elias porém, pegou água e jogou no altar de pedras, naturalmente isso já dificultaria o sacrifício de ser queimado, no entanto ele tornou o impossível em inconcebível pela lógica, mas a sua revolta era tamanha que a dificuldade só aumentava a sua fé. O resultado você já sabe como foi, Deus respondeu com fogo e todos tiveram que reconhecer que o Deus de Elias era o único Deus. Mas não foi por seus gritos, ou por suas lágrimas que houve resposta, e sim por sua atitude de se revoltar com a situação.

Mesma coisa foi na época de Davi, que ao se deparar com a situação em que o povo de Deus estava vivenciando, sendo afrontado pelo gigante já há quarenta dias,Se revoltou com aquilo, a revolta de Davi não foi apenas a afronta que Golias fazia, mas o fato de não haver nenhum homem capaz de mudar aquela situação. Aos olhos humanos ele era o menos indicado para tal situação, pelo seu tamanho e porte físico, mas a revolta dele não estava em sua força natural ou no volume de seu grito, e sim na ousadia de se revoltar e tomar uma atitude contra aquilo que tentava envergonhar o seu Deus.

No mundo vemos isso se enquadrando também, as maiores idéias que usamos hoje em nosso dia a dia foram executadas através da certeza de alguém que sabia que poderia fazer o impensável, ou seja, de tanto as pessoas duvidarem ser possível, a revolta os levou ao êxito.
Nós não podemos basear nossa revolta em gritos ou em momentos, é necessário que esta fé esteja fervendo dentro de nós com inteligência, a ponto de nos levar a uma atitude que irá mudar o que os nossos olhos vêem e tornará possível o que a nossa mente define como resposta.
“Sem revolta não há atitude e consequentemente não existe resultado.”

Bp. Alfredo paulo


Nenhum comentário:

Postar um comentário