domingo, 7 de abril de 2013

16º dia do Jejum de Daniel: O MINISTÉRIO DO UNGIDO

                  
Para o Senhor falar com Ezequiel, era necessário que ele estivesse de pé. Do contrário não poderia ouvi-Lo. Estar de pé não era uma opção, mas uma obrigação. Assim como também o nascer de novo não é uma escolha, mas uma condição de entrada no Reino de Deus. Mas o profeta não poderia ficar de pé por si mesmo… Por isso foi necessário vir o Espírito Santo sobre ele. (Ezequiel 2.2).
O Espírito Santo o colocou em pé, e então ele pôde receber instruções. Veja que o mesmo se deu em relação a Adão, quando na sua criação. Feito de barro, naturalmente estava deitado.

Então o Senhor lhe soprou o fôlego da vida, passando-lhe Sua natureza divina para que recebesse vida. Daí então pôde ficar de pé.
E foi justamente nessa condição que Adão recebeu a autoridade de Deus sobre toda a terra.
“Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio… sobre toda a terra.” (Gênesis 1.26).

Mais tarde, porém, ao cair em tentação, manteve-se caído sob o domínio do mal.
Mas a vinda do segundo Adão modificou essa situação! Os caídos têm oportunidade de receber uma nova vida pela ação do mesmo Espírito que fez o segundo Adão ressuscitar.
E o Espírito Santo tem escolhido servos para que através deles a obra de restauração de vidas tenha continuidade.
Deus abençoe todos abundantemente


                                                

Nenhum comentário:

Postar um comentário