sexta-feira, 28 de junho de 2013

Afinal, quem é escravo de quem?

                       
O amor ao dinheiro é uma realidade bastante antiga no universo humano, embora este século esbanje uma adoração toda peculiar a ele. Os bens materiais cada vez mais tomam conta da vida do homem e de seus pensamentos. A aspiração pelas coisas materiais leva o ser humano a dedicar mais tempo ao trabalho. Por essa razão, embora ele não perceba, cada vez tem menos tempo para si.

É como uma escravidão contínua: quanto mais tem mais quer, embora às vezes nem precise de determinado bem. Quando o que deseja não é conquistado, vem a murmuração. Sabendo disso, Jesus fez questão de revelar e deixar documentado um alerta digno de reflexão. Onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração (Lucas 12:34). Jesus quis proteger o homem porque conhece a sua forte tendência a ficar preso às coisas que seus olhos veem.

A ansiedade é uma doença deste tempo e está relacionada a um mal chamado estresse. Ela rouba a esperança e traz impaciência. Não existe pior castigo para o ansioso do que esperar alguma coisa. Todo cristão ansioso não sabe esperar em Deus, por essa razão nunca confia. Vive apreensivo com os acontecimentos futuros. Nunca vive o “pão de cada dia”.

Jesus deixa uma direção para aqueles que desejam combater a ansiedade. Observai os lírios; eles não fiam, nem tecem. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais tratando-se de vós, homens de pequena fé! Não andeis, pois, a indagar o que haveis de comer ou beber e não vos entregueis a inquietações. Porque os gentios de todo o mundo é que procuram estas coisas; mas vosso Pai sabe que necessitais delas. Buscai, antes de tudo, o seu reino, e estas coisas vos serão acrescentadas. (Lucas 12:27-31)

A intenção de satanás é escravizar o homem o máximo que puder. Deixá-lo sem dormir, preocupado com contas, dívidas, ostentando dezenas de coisas fúteis, preocupado com o que vai vestir e comer.
Ora, o mesmo que abriu o Mar Vermelho fez brotar água limpa da rocha, fez de estéril mãe, deu visão aos cegos, fez surdos ouvirem, a tempestade se acalmar, andou sobre as águas, fez o mudo falar, paralíticos e coxos andarem, livrou Sadraque, Mesaque e Abede-Nego de um caldeirão de fogo sem queimarem um só fio de cabelo, livrou Daniel quando foi jogado em uma cova de leões famintos - nenhum animal tocou em Daniel -, no deserto, onde não há o que comprar, enviou um anjo com pão e água para alimentar Elias. Será que esse Deus também não fará o impossível acontecer em sua vida? Claro que sim. Tome uma atitude (ação) de fé em relação a Deus e Ele tomará em relação a você (reação).

Nenhum comentário:

Postar um comentário