segunda-feira, 24 de junho de 2013

O OBREIRO E A SUA VIDA ESPIRITUAL

                
No livro de Provérbios 26.20 está escrito “Sem lenha, o fogo se apaga”. A razão do esfriamento e da estagnação de muitos obreiros é devido a ausência do fogo dentro do coração, esse fogo que se apagou por falta de lenha (comunhão, santificação e consagração).

Um obreiro jamais conseguirá estar bem e ajudar as pessoas, se não cuida da sua vida espiritual.
Comunhão: É a nossa relação constante com Deus. A comunhão do obreiro com Deus deve ser durante todo o tempo (esteja ele no seu trabalho, no colégio ou em casa), os seus pensamentos, palavras e atitudes devem estar unidas a Deus. Este é um aspeto importante da comunhão.
Santificação: É a separação não somente do pecado, mas também de tudo aquilo que em excesso pode desviar-lhe do Espírito. O obreiro santificado está sempre a lutar para que o seu coração esteja vazio de tudo aquilo que possa ocupar o lugar de Deus. É necessário vigiar e fazer com que a santificação ocupe os nossos pensamentos, conversações, ações e companhias.

Pensamentos: O obreiro não deve viver somente para a família, trabalho, assistir televisão, ir ao cinema, à praia, ouvir música, ler jornais. Deve ser equilibrado.
Conversações: Na escola, no trabalho ou em casa pode envolver-se com conversações que podem contaminá-lo, pois existem conversas que não edificam em nada.
Ações: Existem ambientes que não pertencem a Deus, como discotecas, casinos, boates, shows, festivais de rock. Não são ambientes para um obreiro.

Companhias: As melhores companhias para um obreiro são aqueles que compartilham a mesma fé que ele, pois as companhias de fora muitas vezes, somente servem para criticar, troçar, irritar e lançar dúvidas no seu coração.
Consagração: É a entrega do nosso espírito e será essa entrega que irá fortalecê-lo. O obreiro deve viver uma vida de consagração, de entrega, e isso acontece quando jejuamos, oramos, nos dedicamos à leitura e ao conhecimento da palavra, às vigílias, ao trabalho de evangelização, visitas.
Quanto maior é a entrega, maior é a actuação de Deus. Quanto menor é a entrega menor é ação de Deus em nós.
BJF

Nenhum comentário:

Postar um comentário