sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Dê um basta nos pequenos erros do seu relacionamento

                     
Não sufoque seu parceiro ou duvide de tudo o que ele diz:
Todo relacionamento exibe alertas, ainda no início, de como será a convivência a dois. Esses indícios estão ligados diretamente ao comportamento e atitudes do parceiro, que, muitas vezes, não estão alinhados com seus princípios de vida. “Sem uma avaliação profunda, a pessoa pode até preencher todos os seus pré-requisitos em um primeiro momento, e os defeitos passarem despercebidos, mas, se os incômodos e erros não forem vistos, mudados logo no início e o sentimento de contrariedade começar a incomodar, será mais difícil controlá-los e mudar anos depois”, explica a psicóloga Carla Dias Motta.

Segundo a especialista, é primordial que, antes de se envolver com uma pessoa e dedicar-se ao extremo, se defina quais são as características mais importantes que seu companheiro deve ter. Afinal, quanto mais você se conhecer e saber de suas prioridades, melhor será para identificar a pessoa ideal. “Não se preocupe em ter alguém apenas para preencher um vazio e ter companhia. À medida que o relacionamento avança, fica mais difícil de dar um ponto final”, diz Carla.

Não persista em ficar com alguém, principalmente sabendo que não dará certo. “Naturalmente, as pessoas tentam dar o melhor de si e utilizam suas forças para melhorar a convivência a dois, mas quando você sabe que não dará certo, não tem por que insistir”, comenta a psicóloga. De acordo com ela, outro erro comum é querer que a pessoa se torne propriedade e exclusiva para você. “Em muitos casos, isso gera o fim do relacionamento.”

Converse
Não sufoque seu parceiro ou duvide de tudo o que ele diz. “Qualquer casal leva um tempo até conhecer o outro. Preste atenção nas coisas que ele gosta, deixe-o fazer, não atrapalhe os momentos. Não tenha medo de dar liberdade. Se ele gosta de você, será sincero e leal em todos os momentos”, diz a especialista.

Por fim, discutam os objetivos em comum e o que cada um pretende para si, seja leal na conversa e exponha seus pensamentos, e ouça com atenção também. Identifique as expectativas e alinhe-as com seu parceiro. “Essa atitude evita conflitos e garante um relacionamento mais duradouro. A conversa é a principal solução para os problemas conjugais”, finaliza Carla.

Fonte: Arca universal

Nenhum comentário:

Postar um comentário