sexta-feira, 18 de outubro de 2013

O que você suportaria por amor a Jesus?

                       
Cristãos em países onde o Evangelho é proibido sofrem para preservar a fé no Senhor Jesus. No lugar deles, o que você faria: renegaria a salvação ou enfrentaria a morte por ela?

Em um pequeno vilarejo, pessoas tentam, a muito custo, falar sobre a Palavra de Deus. Não há Bíblias para todos, mas apenas alguns versículos bíblicos copiados em pedaços de papel. Estão amassados, é bem verdade, de tanto que foram dobrados e guardados zelosamente debaixo da roupa. Lá fora, alguns vizinhos estão à espreita para saber se tratam-se de cristãos.
Todos eles falam baixo, disfarçam a voz, tomam todo o cuidado para que ninguém os descubra. Não muito longe dali, em algumas escolas, crianças são agredidas com palmatórias, para que reneguem o nome de Jesus.

Em outros cantos da cidade, casas e igrejas são incendiadas, moradores e fiéis são espancados, queimados vivos e até esquartejados. Todos eles, porém, podem se livrar das barbáries se tão somente renunciarem à fé em Cristo.
“Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia.” João 15.18-19

Em países como Coreia do Norte, Afeganistão, Arábia Saudita, Somália, Irã e Índia, cenas como essas não são raras contra os cristãos. Nesses lugares, o simples fato de possuir uma Bíblia já é motivo para a pessoa ser enviada à prisão e ser condenada por muitos e muitos anos a trabalhos forçados em campos de concentração.
Por muito menos, no entanto, muitos que se dizem cristãos e vivem em plena liberdade religiosa em seus países, abandonam a fé por inúmeras razões que consideram ser ‘justificáveis’: decepção, mentiras, esfriamento espiritual, pecado etc.

E você, acredita que para seguir Jesus não é preciso sacrifício?
O que você faria se fosse tratado pior que a um animal, sem acesso à comida ou à água e sem o mais valioso alimento espiritual, que é a Palavra de Deus? O que você faria se fosse ameaçado ser jogado vivo em uma fogueira; se fosse açoitado ou atacado à faca; se tivesse sua igreja incendiada; se sua própria casa fosse destruída; se fosse baleado; se presenciasse a tortura de seus familiares; se tivesse de abandonar tudo e se esconder na selva, sendo inocente; ou se fosse considerado como a escória porque luta para preservar a sua fé? Você, diante de tudo isso, se recusaria a negar o Nome de Jesus ou diria: “Mesmo que me matem, não O deixarei”?

“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas. Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas...” Mateus 10.16-17
Seguir a Jesus não é fácil, por isso, é essencial o selo do Espírito Santo. Com Ele, a fraqueza é transformada em força e a dor em júbilo de alegria. Somente com o Seu batismo a pessoa é capaz de enfrentar qualquer perseguição ou dificuldade pessoal e sair ilesa, apesar de um período aparentemente tumultuado.

E se ainda assim você diz que a sua luta é quase insuportável, há uma promessa de Deus para aqueles que perseverarem na fé até o fim:

“Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém roube a tua coroa.” Apocalipse 3.11

                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário